Desapressar o relógio


A vontade era enorme de apressar o tempo, de pular horas e curtir o friozinho da barriga; chuva de confetes, beijos permitidos e timidez na lata do lixo; desafio da cachaça, quebra de tabus e desfile das renovadas irreverências... Agora, poderia ser bom desapressar o relógio, transformar antigas promessas e recantar ousadias. (Zeca lemos, 13.02.2015)

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.